Blog

diferencas-entre-alunos

Testes mentais

Para muitos professores, as diferentes preferências cerebrais dos alunos só ficam claras após a realização de testes mentais que os ajudem a compreendê-las. Essa formalização das diferenças, que os testes proporcionam, tiram a relação do campo emocional e a colocam em bases mais consistentes, fundamentadas em avaliações claras de preferências comportamentais. Se conseguimos entender que nós somos de uma determinada maneira, é possível perceber que as crianças podem ser de maneiras diversas, daí a importância de entender essas diferenças.

Dificuldades no relacionamento

Dificuldade de relacionamento entre pais e filhos existem em todas as famílias. Embora isso seja algo comum, poucos percebem que a causa desse fenômeno pode estar mesmo em diferenças nas preferências mentais de pais e filhos. Por essa razão, compreender essas diferenças é fundamental nos dias de hoje. O que muitos podem entender como “birras”, “mau comportamento” ou “dificuldade de adaptação”, pode ser muito mais simples do que se imagina. Entenda por que é importante conhecer as preferências cerebrais de pais e filhos. Isso ajuda no relacionamento, ajuda na escola e ajuda em tudo o mais.

 

Formando alunos como cidadãos

Desenvolvimento de competências emocionais

As escolas do futuro vão ajudar a desenvolver as competências sócio-emocionais dos alunos. E isso por uma razão bem simples: porque ajuda a formar cidadãos integrais e não apenas empregados ou funcionários públicos do futuro. Quando as escolas ajudam a desenvolver competências emocionais, estão preparando os alunos para um futuro mais diverso, mais múltiplo, que possibilita a geração de profissionais, de gestores públicos, mas também de empreendedores, empresários e pessoas que geram riqueza e emprego para milhares. Essa é uma ação que tem impacto, inclusive, no futuro que o Brasil quer construir, de um país mais empreendedor, que não apenas importe tecnologia, mas que também crie tecnologia.

Para alcançar os alunos é preciso entender as diferenças

Uma nova visão do aluno

A educação do futuro vai considerar as preferências cerebrais dos alunos se quiser se tornar mais efetiva. Enquanto empresas se esforçam para diferenciar clientes, visando um atendimento mais personalizado, a educação segue ignorando que os alunos são diferentes e, portanto, aprendem de modo diverso. Avaliar as preferências cerebrais dos alunos visando compreender os modos como cada um deles pode aprender é algo muito óbvio, mas ainda pouco praticado nas escolas. Entenda por que isso é importante.
 

As competências emocionais

Almir Vicentini questiona a Base Curricular Nacional.

Almir Vicentini questiona a Base Curricular Nacional.

A Base Nacional Curricular, definida pelo Ministério da Educação, segue ignorando as competências sócio-emocionais, como se elas não fossem relevantes para o processo educacional. Segundo Almir Vicentini, educador, autor de livro como “Gestão Escolar: Dicas Corporativas”, essa visão antiga de foco em conteúdo abandona tendências modernas de formação integral dos alunos. Entenda melhor isso no vídeo gravado com o Vicentini.

 

O Crescer, mais uma Schoolastic

13935154_1242415765792194_8464829338620709380_nA escola infantil O Crescer, situada no bairro da Glória, em Porto Alegre, está adotando o Schoolastic-App para gerenciar a relação com os pais dos alunos. Credenciada pelo Conselho Municipal de Educação de Porto Alegre, a escola quer criar um novo canal de relacionamento com os pais de seus alunos, que vão passar a contar com informações atualizadas sobre o dia a dia dos filhos via celular, além de análises de preferências cerebrais que vão ajudar a direcionar as crianças para uma vida feliz e produtiva. Você pode conhecer melhor a escola clicando aqui. E neste link, você acessa o Facebook da O Crescer.

Tudo o que o Schoolastic-App pode fazer pela sua escola

Tudo o que o Schoolastic pode fazer por seus alunos

Em parceria com a IBM e a Neoleader, a YouMobi criou o Schoolastic-App para melhorar o desempenho de professores e a aprendizagem das crianças, especialmente em função do fato de que com o mapeamento das preferências cerebrais das crianças, conseguimos de fato compreender suas particularidades e adaptar o ensino para cada uma delas de modo a obter os melhores resultados possíveis.

Nesta curta animação procuramos explicar de modo didático como funciona o Schoolastic-App e como ele pode ajudar professores e professoras como a Paula a entenderem melhor as particularidades de seus alunos, inclusive aqueles com problemas de aprendizagem. Veja o vídeo e dê sua opinião!

Tecnologia precisa melhorar os resultados

A tecnologia é bem vinda quando melhora os resultados na educação.

A tecnologia é bem vinda quando melhora os resultados na educação.

O uso de tecnologia nas escolas precisa ter como parâmetro fundamental a busca de melhores resultados no processo educacional das crianças. É isto o que aponta Mariane Montanheiro, Educadora do ICC, que está adotando o Schoolastic-App na gestão do dia a dia das crianças na escola.

Segundo Mariane, quando a tecnologia consegue mostrar que atua para melhorar os resultados, então ela se torna fundamental e vai ser usada sistematicamente, tanto por educadores quanto pelos pais dos alunos.

“O Schoolastic-App facilitou a coleta e distribuição de informação sobre as crianças, de modo a atrair os pais para o processo educativo. Mais do que isso, o aplicativo permite identificar preferências cerebrais e diferenças de perfil que ajudam no processo educativo e, logo, melhoram os resultados”, explica Mariane.

Uma revolução educacional a caminho

Aplicativo aumentou interesse dos pais pela escola dos filhos

Aplicativo aumentou interesse dos pais pela escola dos filhos

Segundo Joyce Iacovantuono, Educadora do ICC, que está adotando o Schoolastic-App na gestão do dia a dia dos alunos na escola, a educação infantil evoluiu muito nos últimos, mas tem potencial para ser revolucionada a partir da adoção do Schoolastic-App.

Para Joyce, o fator impulsionador dessa revolução é justamente o que faltava à educação tradicional, ou seja, o envolvimento direto dos pais na educação dos filhos, a partir de interações mediadas pela tecnologia:

“O aplicativo Schoolastic tornou muito simples o relacionamento com os pais, de modo que agora eles participam com maior intensidade do dia a dia dos filhos na escola. Isso é muito bom porque os alunos passam a sentir uma integração total entre escola e pais, o que fortalece o processo educativo”, explica Joyce. Entenda melhor isso nesta entrevista em vídeo.

Com Schoolastic-App diga adeus ao papel!

Com Schoolastic-App as informações sobre os alunos são guardadas digitalmente com toda a segurança.

Com Schoolastic-App as informações sobre os alunos são guardadas digitalmente com toda a segurança.

Um dos mais graves problemas das escolas vinha sendo não apenas sobre como produzir informação acerca dos alunos, mas também como armazenar e acessar essa informação sempre que necessário. Por exemplo: passado um ano de coleta de dados em papel, onde a escola armazenaria essa informação e como faria para acessá-la quando precisasse compreender melhor o perfil e o desenvolvimento de cada aluno?

Essa realidade foi complemente revolucionada com o Schoolastic-App, que armazena digitalmente, na nuvem, as informações dos alunos, que podem ser acessadas rapidamente sempre que necessário e ajudam  compor o perfil sócio emocional de cada estudante.

A informação sobre o perfil dos alunos ajuda os educadores a produzirem o melhor modelo educacional para cada criança, reforçando pontos fracos e melhorando o grau geral da educação disponibilizada a cada estudante. Além disso, o aplicativo acaba com a necessidade de produção de relatórios em papel e de seu armazenamento, algo cada vez mais complicado de manter e atualizar. Veja mais sobre isso nesta entrevista com Priscilla Gonçalves, Coordenadora Pedagógica do ICC.